O último vôo da águia

Então é o fim, você passou um bom tempo com a garota, se divertiram, conheceram vários lugares, viajaram muito, transaram tanto que em certo momento você pensou que seu “taco mexicano” estava virando “espaguete japonês” (cuidado, às vezes pode realmente ser isso), conheceu a família dela, o irmão mal humorado, a mãe ciumenta, o pai alcoólatra, o chiuaua trêmulo possuído por forças ocultas que sempre mordia seu dedo, fora esses pequenos detalhes até que são gente boa, mas tudo nesta vida tem um final, nada é para sempre e essa é a hora cara, melhor oportunidade só quando virar adubo. Você tem plena consciência disso e precisa fazer com que ela compreenda que você tem suas necessidades e preza mais do que qualquer outra coisa a sua liberdade, mais até do que aquele seu boneco Falcon, ainda lacrado que hoje vale uma fortuna e no entanto não há dinheiro no mundo que te faça vender.

Lembre-se gafanhoto, és uma ave de rapina que precisa de muito espaço para caçar, ser livre e feliz. Há tantas mulheres nesse mundão, ruiva, mulata, japinha, loira, meu amigo é tanta mulher pra conhecer que aí sim você vai ver esse teu pinguelo virar hashi… Esta história acaba aqui e é seu direito ter seu espaço, afinal, você é uma ave de rapina, ra-pi-na.

Ah que bom, ela chegou e está entrando, espera se aproximar e calmamente você diz. Está vindo em sua direção. “Nossa, ela está muito linda.” Não se desconcentre, esse é o perigo, se deixar levar pela beleza, uma arma fatal das mulheres. “Fazia tempo que não reparava como seus olhos são brilhantes.” Não de novo, concentre-se, isso é hipnose e é passageira, você é mais forte, essa é a hora do mantra libertador, repete comigo: “Jesus, Dercy, Jesus, Dercy, Jesus, Dercy…” Isso mesmo, viu? Você está conseguindo, respira fundo bem devagar, esse é o espírito garoto, agora que ela está do seu lado e te olhando com esses olhos, ah esses olhos verdes… Não! Desistir nunca, render-se jamais, lembra o filme tosco do Van Dame! Ceder não é uma opção, anda, faça valer o par de bolas que possui!

Tenho certeza de que ela vai compreender, é uma mulher inteligente, de coração grande, farto, robustos, macios, maravilhosos… Acorda! Não é hora disso, vai fala, olhe bem fundo nos olhos dela, lembre-se, ave de rapina, você é uma águia, daquelas gigantescas com garras afiadas, sobrevoando, livre, caçando, caçando, olhos verdes, caçando, perfume. Ei!! É agora, é melhor apressar, antes de tudo fique nebuloso, força garoto que esse é o momento, ela precisa saber que sua vontade é o que deve prevalecer, quer sua liberdade de volta, diga!

Sem enrolação, agora!

Fale o que pensa!

Depressa, anda!

“Sim.”

 O quê?! Tá maluco? Comeu cocô?! Ok, ok, ainda dá tempo, vamos lá, plano B… Corre, corre que nem doido fugitivo de hospício, não olha para trás, corre, vai, vai, anda cara! Larga a mão dela e vaza daí!  O que é isso, que anel é esse? Não, não, nãããão!…

… “Eu vos declaro marido e mulher, pode beijá-la”…

… Que merda em companheiro, acho que nem se eu virasse uma porra de um grilo você me ouviria, né?

Anúncios
Esse post foi publicado em Posts e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s